segunda-feira, 19 de julho de 2010


Na madrugada de ontem eu me encontrei no lugar onde eu vi que nunca mais ia conseguir te amar de novo.
Me cortou a garganta, secou a minha boca e não consegui dormir mais até que fosse de manhã.

Quando cheguei em casa, precisei olhar as nossas fotos. Não me lembro quando foi a ultima vez que vi o seu rosto e consegui olhar de verdade. E se você olhasse pra elas, ia ver o quão claro é a divisão da nossa historia.

As vezes me pergunto se sinto sua falta, mas ai eu percebo que nem sequer lembro do seu aniversario. Alias, eu nunca lembrei.

Um comentário: